Micrômetro


Micrômetro


A precisão que se obtém com o micrômetro na medição de peças é de uma aproximação de até 0,001mm. Uma medição bem mais rigorosa que a do paquímetro que tem uma exatidão de apenas 0,01mm. Por ser de uma precisão milimétrica na ordem dos milésimos, é imperativo fazer a leitura de forma correta. Lógico que para outros instrumentos de medição também se requer cuidado ao tomar as medidas, mas quanto maior o número de parâmetros tiver de que observar, um maior cuidado deve-se ter. E isto é em especial no caso do micrômetro. Veja abaixo os passos para a leitura de micrômetros de resolução de 0,01 mm e  depois de os de 0,001 mm. 

Micrômetro de resolução de 0,01 mm.



Micrômetro com resolução de 0,01 mm.

Passos a seguir para uma leitura correta:
1º passo - leitura dos milímetros inteiros na escala da luva.
2º passo - leitura dos meios milímetros, também na escala da luva.
3º passo - leitura dos centésimos de milímetro na escala do tambor.





1° e 2° passo, leitura da luva.


O comprimento da escala da luva mede 25,00 mm (que é normalmente a capacidade de medição dos micrômetros), se dividirmos o comprimento da escala pelo nº de divisões que são 50, encontraremos o valor da distância entre as divisões (0,50 mm), que é igual ao passo do parafuso micrométrico, a menor divisão da luva.


Menor divisão da luva.




Estando o micrômetro fechado, dando uma volta completa no tambor rotativo, teremos um deslocamento do parafuso micrométrico igual ao seu passo (0,50mm), aparecendo o primeiro traço na escala da luva



Primeiro traço, 0,50 mm.


Dando-se duas voltas completas, aparecerá o segundo traço, e a leitura será 1,00 mm. Três voltas, 1,50 mm. E assim sucessivamente. Este é o primeiro passo, ou seja, leitura dos milímetros  e meios milímetros na escala da luva.


Segundo traço, 1,00 mm.


3° passo, leitura do tambor.



 Acima você ficou sabendo que uma volta no tambor equivale a 0,50mm, tendo o tambor 50 divisões chegamos a conclusão que cada divisão equivale a 0,01mm. Esta leitura do tambor deve ser somada com a da luva, a  escala dos milímetros.


Menor divisão do tambor.



Portanto, se primeiro traço do tambor coincidir o  com a linha de referência da luva, a leitura será 0,01 mm. Se for o segundo traço a medida será de 0,02 mm , continuando a girar o tambor até coincidir o quadragésimo nono traço termos então 0,49 mm.


Primeiro traço, 0,001 mm.


Segundo traço, 0,002 mm.


Quadragésimo nono traço, 0,049 mm.


Fazendo a leitura da escala da luva e do tambor, conseguimos ler qualquer medida registrada no micrômetro, independente se inciamos do zero como exemplos acima ou não.


Faça as contas: 


Micrômetro com resolução de 0,001 mm.

Notem que as leituras anteriores se referem aos micrômetros de resolução de 0,01 mm. Porém os instrumentos dotados de nônios tem aproximação ainda maior de 0,001(milésimos de milímetro), neste caso além da leitura da luva e do tambor, temos de levar em consideração a escala Vernier.


Passos a seguir para uma leitura correta:

1º passo - leitura dos milímetros inteiros na escala da luva.

2º passo - leitura dos meios milímetros nesta mesma escala.
3º passo - leitura dos centésimos na escala do tambor.
4º passo -leitura dos milésimos com o auxílio do nônio da luva, para isso verifique qual dos traços do nônio coincide com o traço do tambor.



Menor divisão do nônio(0,001 mm).


Novamente vamos fazer as contas:


Seguindo os passos: 
1° - Contamos os milímetros na escala da luva, 20,000 mm.
2° - Somamos os 0,500 mm também da escala da luva.
3° - Na escala do tambor a aproximação de 0,110 mm.
4° - No nônio o número que coincide com o traço do tambor é 8°, portanto 0,008.

Portanto: 20,00 + 0,500 + 0,110 + 0,008 = 20,618. 


Tente você agora.


Assista aos vídeos abaixo:

Sistema métrico


Sistema inglês




Treinamento Starrett




Outros instrumentos de medição:


Acesse: 










Cald'nazza





Nenhum comentário :

Postar um comentário