Macetes de traçagem

A traçagem em chapas é muito comum, para isto usa-se a régua graduada (Escala) ou qualquer outro tipo sendo esta fina e flexível, para que se ajuste as deformações do material. Mas para chapas de comprimento de vários metros ou de tubo e perfis precisamos adaptar a novos métodos. Vejam alguns macetes para isto.

Traçado em chapas.

Em chapa geralmente as retas são traçadas por meio de uma régua como já citado. No entanto quando o comprimento da chapa estende-se a vários metros as retas poderão ser traçadas por meio de um barbante fino passado em um giz. O processo é o seguinte: Passa-se o giz no barbante, estica-o na direção em que for traçar a reta; depois levante o barbante e solte-o batendo na chapa, marcando assim o traço. ( Fig: 1)

Figura 1


Outro método bastante eficaz especialmente se a chapa estiver muito abaulada, é usar um apoio numa extremidade e na outra e esticar um barbante entre eles, depois por meio de um esquadro tirar vários pontos para depois liga-los por meio de uma régua. (fig: 2)

Figura 2


Traçado em tubos.

Quando for traçar uma reta no tubo poderá usar os seguintes métodos: Para os comprimentos grandes, achar vários pontos com a ajuda de um esquadro de nível. Os pontos são encontrados onde o esquadro tangencia o tubo. Depois os pontos achados são unidos por meio de uma régua. (Fig: 3)

Figura 3


Para os comprimentos menores use uma cantoneira apoiada sobre o tubo como suporte de linearidade para o risco. (Fig: 4)

Figura 4


Gabaritos de traço e de corte.

 Na construção de estruturas metálicas ou em tubulações repetem-se indefinidamente os cortes da mesma forma por isso, deve-se construir ferramentas  para assim facilitar o trabalho de marcação de retas.(Fig: 5)



O mesmo se dá para traçar cortes em tubos e perfis. Os gabaritos agiliza e muito o trabalho repetivo. (Fig: 6)

Figura 6

Gabarito de furações.

Também muito útil em repetitivos trabalhos de marcação de furos, é o gabarito feito em uma tira de chapa. Depois dobrada para ganhar a forma do perfil, é uma mão na roda no dia dia do caldeireiro traçador. (Fig: 7)




Nunca se esqueça de que o capricho, paciência e desvelo lhe garantirão um trabalho eficaz e de qualidade. 


Bibliografia: Manual técnico de caldeiraria, teoria e prática. Angel Jorge Ayala.





Cald'nazza 


2 comentários :

  1. Amigo muito bom legal mas faltou para cortes em angulos de perfis 'U'
    obrigado
    Diego

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Diego. Mas o processo é o mesmo, faz o gabarito e depois é só mandar ver. Um abraço.

      Excluir