Suta




As vezes necessita o mecânico transportar ou verificar um ângulo, na tarefa que está executando. O instrumento que permite esse transporte, ou essa verificação, denomina-se SUTA. É comum chamar-se esse instrumento de "falso esquadro", porém deve-se evitar tal denominação.

O tipo mais comum de suta é o apresentado na figura. Esse instrumento compõe-se de duas peças principais, ambas de aço (a base é a lâmina). Suas bordas são temperadas paralelas e retificadas, é munida de uma porca borboleta, com a respectiva arruela, para fixação das peças principais. Dois rasgos longitudinais, um na lâmina, e outra na base permitem variadas disposições de uma peça em relação à outra.








Para se tomar uma abertura determinada de um ângulo, afrouxa-se ligeiramente a borboleta, deslizando-se em seguida a lâmina, fazendo a sua abertura em relação à base. Em seguida, adapta-se o instrumento ao ângulo, seja ele um ângulo de duas faces, ou de uma medida padrão, ou de um transferidor.




Aperta-se, em seguida, a borboleta, tendo-se nesse momento todo o cuidado necessário para que não haja qualquer deslocamento capaz de falsear a medida tomada. Fica assim a suta transformada em um instrumento de verificação de um determinado ângulo da peça, no valor que foi fixado.


Crédito:

Nenhum comentário :

Postar um comentário