Solda submersa



O processo de solda, em ambientes de alta pressão é comumente chamado de solda hiperbárica. Existem dois métodos para a realização de sta solda subaquática; seco (no interior de câmaras de segurança) e molhado (soldagem em na presença de água), geralmente conhecida como procedimento de solda subaquática. Se você quer conhecer quais são as técnicas aplicáveis a solda submarina, então você está no lugar certo. Abaixo está os tipos de solda e a respectiva  informação.



Solda subaquática:

É o processo de solda feito diretamente na água, a fim de se unir o material ali. O equipamento é especialmente projetado para este trabalho; incluindo eletrodos à prova de água e sistema de alimentação corretos. No processo  um arco é produzido a partir da tocha que gera o calor de solda necessária e o eletrodo de trabalho de metal e facilita a transferência de gotículas fundidas por meio de bolhas de gás. Com a formação de escória, como resultado da fusão de fluxo, ajuda a controlar a velocidade de arrefecimento.


Solda hiperbárica:



É quando a o uso de câmaras seca para fornecer um ambiente seguro e isolado para soldar debaixo d'água. Estas câmaras especialmente projetadas podem proporcionar não só um ambiente agradável para respirar, mas também um ambiente limpo pela descarga regular de gases perigosos, como resultado do processo de soldagem. Todos os tipos de procedimentos de soldagem tais como o Tungstênio Inert Gás (TIG) Metal Inert Gás( MIG) e outros podem ser utilizados. 



Aplicações e Considerações de segurança:

Este tipo de solda é prática para várias aplicações marítimas como exemplo: Oleoduto offshore. Ela também é usada para aplicar o reparo de solda em navios enormes dentro de água. O processo é fácil de operar em águas rasas, tornando-se mais oneroso quando a pressão aumenta em uma profundidade considerável.

Os riscos podem ter maior extensão, em caso de solda submersa, o soldador por exemplo, pode ser exposto a choque elétrico grave. Para evitar isto, o equipamento de solda deve ser impermeável e isolado, e a comunicação entre soldador e o operador de superfície deve ser boa, para que possam monitorar o fornecimento da corrente correta.

O soldador submarino deve estar totalmente treinado com habilidades de mergulho e completa consciência de doenças do mergulhador que podem causar devido a gases respiratórios. Outro perigo é a descompressão incorreta que pode levar à morte devido a gases respiratórios descontrolados. Para este procedimento de descompressão devem ser cuidadosamente monitorizados usando o medidor de mergulho ou um computador. 
  




Exemplo de solda submarina






Cald'nazza





Nenhum comentário :

Postar um comentário