Talhadeiras e Bedames



- Serve para abrir canais estreitos e ranhaduras para chavetas, para cortar, rebitar etc. Frequentemente, é empregado, antes de fazer uso da talhadeira, para cinzelar grandes planos. Por exemplo, sendo necessário cinzelar toda a superfície de uma placa de fundição, o trabalho será mais fácil e de maior precisão se, previamente, com o bedame se abrirem canais, e depois cortar-se com a talhadeira a parte restante.

- O bedame é uma talhadeira com o fio mais estreito. Os ângulos do fio e todos os elementos restantes são exatamente iguais aos da talhadeira. Segure o bedame e empunhe o martelo pela extremidade do cabo. Mantenha o bedame em posição correta, e retire pequena quantidade de material por vez, guiando-se sempre pelo traçado. Aumentando a Inclinação da ferramenta, esta tende a penetrar no material em forma de cunha e, diminuindo a sua inclinação, a ferramenta tende a deslizar.


- Ao cinzelar, a talhadeira deve estar bem afiada. A talhadeira com o fio cego não corta, mas arranca o metal, inutilizando a superfície que se trabalha e, ademais, exige para cinzelar um excessivo esforço.



- A afiação da talhadeira e do bedame efetua-se com a pedra de esmeril normal ou nos tornos de afiar. Ao afiar, o suporte 1 deve estar corretamente instalada, a fim de evitar acidentes. A talhadeira ou bedame é pressionada suavemente, em toda a largura da pedra.

- Ao afiar-se no esmeril a talhadeira ou o bedame é necessário evitar pressionar com força, porque haverá um aumento de temperatura, bem como evitar o revenido deste, por ocasionar a perda de dureza do fio. A afiação deve fazer-se com refrigeração, empregando água ou em uma pedra de esmeril úmida.

- É necessário prestar bastante atenção para que a temperatura da talhadeira não supere 110º C. A temperatura desse limite conduz ao revenido, diminuindo a dureza e a resistência de trabalho. Durante o processo de afiação é necessário dar voltas a talhadeira para um e outro lado, porque isso assegura um afiamento mais preciso. A aresta cortante da talhadeira, depois de afiada, deve ter a mesma largura e a s mesma inclinação. A precisão do ângulo do fio das talhadeira comprova-se com gabaritos que não são mais do que umas placas com cortes angulares de 50º, 60º, 65º e 70º.


Cald'nazza




Nenhum comentário :

Postar um comentário